terça-feira, 17 de maio de 2011

Dentro do mesmo time

Chico Buarque e Bob Marley - Rio, março de 1980


Há exatos 30 anos (mais precisamente em 11 de maio de 1981), o rei do reggae Robert "Bob" Nesta Marley nos deixou. A sua música, porém, é fonte inesgotável de influências para novas gerações, não só pelas batidas marcantes do reggae, mas sobretudo pelas mensagens que conseguiu transmitir através de suas letras, de forte cunho social e pacifista.

Em março de 1980, Bob Marley fez sua única visita ao Brasil. Chegando aqui, foi reverenciado por gente como Milton Nascimento, Caetano Veloso, Toquinho e Chico Buarque. Chegou a jogar futebol com este último, dentro do mesmo time. Assim como ensaiaram uma vez Pelé e Maradona em um programa de tv argentino, em que os dois trocaram bolas entre si por alguns minutos, nos dando a sensação de que a bola jamais cairia, Bob Marley e Chico Buarque juntos também nos transmitem uma sensação semelhante: a de que a obra dos gênios, por mais que o tempo passe, jamais fenecerá como a sombra dos homens.

Redemption Song (Canção de Redenção)

Velhos piratas, sim, eles me roubaram,
Me venderam para navios mercantes
Minutos depois deles terem me tirado
De um buraco menos profundo
Mas minha mão foi fortalecida,
Pela mão do todo poderoso
Nós avançamos nessa geração
Triunfantemente!

Você não irá ajudar-me a cantar,
Essas canções de liberdade?
Porque tudo o que eu sempre tive são:
Canções de redenção
Canções de redenção

Liberte-se da escravidão mental,
Ninguém além de nós pode libertar nossas mentes
Não tenha medo da energia atômica,
Porque eles não podem parar o tempo
Por quanto tempo vão matar nossos profetas?
Enquanto nós permaneceremos de lado olhando
Alguns dizem que é apenas uma parte disto
Nós temos que cumprir inteiramente o Livro

Você não irá ajudar-me a cantar,
Essas canções de liberdade?
Porque tudo o que eu sempre tive são:
Canções de redenção
Canções de redenção
Canções de redenção




Redemption song

One love


Stir it up

3 comentários:

Lidiana disse...

Adorei o blog! Parabéns pelo post e por reverenciar um dos maiores artistas do século XX!
Araços!

Glauber Ramos disse...

Obrigado, Lidiana! Espero que continue acompanhando este singelo blog. Abraços

Lidiana disse...

Glauber seu blog não tem nada de singelo. Ele possui um conteúdo rico,e é claro que o seguirei.
Aliás, já estou fazendo propaganda no meu, rs.
Abraços!